População de Cerveira e Tomiño avalia partilha de serviços e equipamentos

0 Partilhas
0
0
0
Este artigo foi publicado há, pelo menos, 5 anos, pelo que o seu conteúdo pode estar desatualizado

Cerveira-Tomiño

A Amizade Cerveira-Tomiño em colaboração com escolas, juntas de freguesia, IPSS’s e serviços públicos dos dois concelhos, colocou no terreno cerca de quatro mil inquéritos, com 26 questões de resposta rápida, para estudar o grau de conhecimento e as características da procura de equipamentos de uso comum, com objetivo de obter informação para atuação futura.

Este ponto da situação é “fundamental” considera a associação de cooperação transfronteiriça, “para o esbatimento das assimetrias existentes, promoção do acesso universal e comum a um conjunto de equipamentos e serviços e para a consolidação da desfronteirização”.

A vereadora com o Pelouro das Geminações e Cooperação Transfronteiriça, Aurora Viães, afirma que esta opção vai de encontro ao que tem sido realizado, privilegiando o envolvimento e a opinião das populações sobre os projetos promovidos e o rumo da gestão partilhada de serviços. “Os Municípios devem servir os interesses dos seus cidadãos, e nesta relação transfronteiriça, nada melhor do que serem os próprios munícipes a avaliarem e assumirem os próximos passos”, sublinha.

A cooperação transfronteiriça Cerveira Tomiño tem pautado a sua ação em torno da valorização da participação pública e cidadania ativa, implementando o Orçamento Participativo Transfronteiriço, a figura de Provedoria Transfronteiriça, além de diversas ações e workshops envolvendo entidades e cidadãos. A Agenda Estratégica para a Cooperação Transfronteiriça Cerveira-Tomiño integra uma candidatura no âmbito do Interreg V-A.

Encontrou um erro ou um lapso no artigo? Diga-nos: selecione o erro e faça Ctrl+Enter.

0 Partilhas
Há mais para ler...