Urbanos de Vila Real

Vila Real: Greve dos “Urbanos” agendada para amanhã

0 Partilhas
0
0
0
Este artigo foi publicado há, pelo menos, 5 anos, pelo que o seu conteúdo pode estar desatualizado

Urbanos

O sindicato dos trabalhadores de Transportes Rodoviários e Urbanos de Portugal, afeto à CGTP, convocou para amanhã, 5 de junho, uma greve na empresa de Transportes Públicos Urbanos de Vila Real. Em causa diz estar o “respeito aos trabalhadores”, “segurança dos utentes” e “melhores condições de vida e trabalho”.

A notícia é avançada pela UFM com fonte num comunicado enviado à redação. O sindicato refere que os problemas dos trabalhadores têm vindo a agravar-se com o passar do tempo estando os responsáveis pela empresa apostados em manter as baixas condições de trabalho e salários. Nas reclamações consta ainda o facto dos trabalhadores dos Transportes Urbanos de Vila Real não usufruirem dos dois dias de folgas a que têm direito após terem trabalhado num feriado. Acresce ainda a ilegalidade de serem “obrigados” a acumular serviços de outras empresas da “Família Santos”.

No mesmo comunicado o sindicato lembra que “quando a família Santos assumiu a gestão da TUVR, tinha que acautelar o cumprimento do direito dos trabalhadores” e acrescenta que “se pretende manter a exploração de uma empresa de transportes assente na escravização dos trabalhadores, então é melhor que venha alguém que respeite e valorize os que lhe mantêm a subsistência”. Como nota de rodapé o sindicato deixa um desafio à empresa para que mostre os resultados obtidos no ano de 2017.

Em Vila Real, amanhã, 5 de junho, os transportes “Urbanos” podem vir a sofrer atrasos e até mesmo supressão de algumas linhas e horários, uma vez que o sindicato conta com uma “adesão significativa” à paralisação agendada.

Encontrou um erro ou um lapso no artigo? Diga-nos: selecione o erro e faça Ctrl+Enter.

0 Partilhas
Há mais para ler...