Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Informadouro

o canal de informação regional d'o largo....

29.03.19

Viana do Castelo: Trabalhador dos estaleiros em estado grave devido a acidente de trabalho


por Bruno Micael Fernandes

Arménio Belo/Lusa/SAPO24/Direitos Reservados

Um homem de 49 anos ficou ferido num acidente de trabalho, na manhã desta sexta-feira, nos estaleiros da WestSea de Viana do Castelo. 

Segundo fonte dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora, citada pela Rádio Renascença, o trabalhador "ficou ferido com gravidade no pé direito ao ser atingido por uma chapa que caiu". Franklim Ramos, diretor da Unidade Local de Saúde do Alto Minho, acrescentou que o homem será "submetido a cirurgia" por apresentar "uma lesão complexa no pé". 

Fonte da administração da WestSea confirmou à Agência Lusa que o trabalhador "foi atingido no pé por um cavalete. A empresa acionou todos os meios de socorro necessários neste tipo de situação", indicou a mesma fonte, que acrescentou que o homem estava "ao serviço de um subempreiteiro". 

O alerta para o acidente foi dado às 11h24, sendo que foi enviada uma ambulância dos Bombeiros de Vila Praia de Âncora. 

encontrou um erro? proponha uma correção ou, simplesmente, fale connosco:
redacao@olargo.pt
estamos no facebook e no twitter.
escute a emissão d'o largo.fm e torna-se nosso patrono.
28.03.19

CP acaba com comboio turístico na linha do Douro


por Bruno Micael Fernandes

CP Comboios de Portugal

A CP vai acabar com o comboio "Miradouro" alegando falta de rentabilidade. 

A edição online do jornal Público cita fonte oficial da empresa que indica que "a procura, na linha do Douro, continuou a concentrar-se nos comboios realizados com Automotoras UTD 592, indicando que o mercado não terá valorizado o Comboio "Miradouro"". 

As carruagens vão agora ser encostadas às oficinas de Contumil. 

Comboio só durou dois anos 

Os restauro das carruagens Shindler, de origem suiça e construídas nos anos 50 do século XX, foi apresentado em 2016 como um complemento ao comboio turístico com locomotiva a vapor entre a Régua e o Tua. 

Agora, a CP refere que, mesmo com "lotação completa, este comboio gera prejuízo" devido à "logística necessária à sua produção". Assim, a oferta na linha do Douro vai ser uniformizada com automotoras espanholas alugadas à RENFE. Apesar de terem ar condicionado, não permitem apreciar a paisagem da região e que é o que, de facto, atrai os clientes àquela linha. A empresa diz que esta solução "cria valor económico para a CP" pois tem "menor consumo energético" e usa menos recursos humanos. 

Luís Pedro Martins, presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal, considera esta uma má decisão e coloca mesmo "sérias dúvidas" sobre a não rentabilidade do serviço. Ao diário, o responsável diz que "temos um bom momento ao nível turístico na região Norte, mas ainda com uma concentração na Área Metropolitana do Porto e, obviamente, tudo o que sejam medidas que prejudiquem a possibilidade de levar os turistas mais longe não ajudam a estratégia que pretendemos ter que é precisamente distribuir esses fluxos por toda a região". 

Por seu turno, José Manuel Gonçalves, presidente da Câmara da Régua, desconhecia a decisão, insurgindo-se contra o que considera ser a penalização do interior do país, acrescentando que, no litoral, os projetos de interesse público são suportados pelo orçamento de Estado mas, "no interior, só impera a lógica do custo-benefício", refere. 

Todas as referências ao "Miradouro" já foram retiradas da página da CP na internet. 

encontrou um erro? proponha uma correção ou, simplesmente, fale connosco:
redacao@olargo.pt
estamos no facebook e no twitter.
escute a emissão d'o largo.fm e torna-se nosso patrono.
28.03.19

Ponta Delgada: aluno leva arma para a escola


por Bruno Micael Fernandes

jens-lelie-20096-unsplash.jpg

Um estudante da Escola Básica Integrada Roberto Ivens, em Ponta Delgada, Açores, entrou no estabelecimento escolar com uma arma, avança a Antena 1 Açores

O aluno, de 13 anos, terá entrado no recinto escolar com a arma e mostrado a mesma aos colegas, tendo causado alarme. Depois de ter mostrado a arma, o aluno saiu da escola e entregou-a a um colega. 

Helena Sousa, vice-presidente do Conselho Executivo, referiu à rádio que "O Conselho Executivo foi avisado" da situação, tendo sido chamada a PSP ao estabelecimento de ensino. 

Chamados ao estabelecimento de ensino, os encarregados de educação mostraram-se surpreendidos, dizendo desconhecer a origem da arma. Os dois alunos estão referenciados pela Comissão de Proteção de Menores. 

Apesar do Conselho Executivo afirmar que o aluno tinha na sua posse uma arma de fogo, a PSP referiu tratar-se de uma arma de pressão de ar.  

A arma foi apreendida, sendo que a investigação prossegue e irá transitar para o Tribunal de Família e Menores. Os alunso foram suspensos durante nove dias e vão ser alvo de processo disciplinar. 

encontrou um erro? proponha uma correção ou, simplesmente, fale connosco:
redacao@olargo.pt
estamos no facebook e no twitter.
escute a emissão d'o largo.fm e torna-se nosso patrono.
27.03.19

Barcelos: autocarros da Transdev vandalizados


por Bruno Micael Fernandes

Transdev Portugal

Cinquenta autocarros da empresa Transdev Portugal foram vandalizados na madrugada desta quarta-feira, anunciou aquela empresa em comunicado. 

Os estragos, que ascendem aos "milhares de euros", registaram-se "em vários locais do concelho de Barcelos" e envolveram "cortes de correias, esvaziamento de pneus e outros atos de sabotagem". Apesar do comunicado da empresa, a Agência Lusa avança que foram apenas 35 os veículos vandalizados. 

"A Transdev Portugal viu-se impedida de proporcionar o normal serviço público de transporte de passageiros a centenas de pessoas, nomeadamente crianças no caso do serviço do transporte escolar, a idosos nas idas a consultas aos hospitais e aos trabalhadores que se deslocavam para os seus postos de emprego, entre outros", lê-se no comunicado, acrescentando a empresa que os incidentes fizeram com que fosse "destruída a principal ferramenta de trabalho de dezenas de pessoas", para além de que ter sido "arruinada a prestação de serviço público de mobilidade naquela região". 

A GNR e a PJ tomaram conta das ocorrências. 

Vandalismo surge em contexto de greve

Estes incidentes surgem numa altura em que o Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários e Urbanos do Norte convocou uma greve, iniciada na segunda-feira, que se estende até 05 de abril e que abrange os colaboradores da Transdev. Reclamam aumento salarial e uma redução das "intermitências" (horas de paragem dos motoristas entre serviços). 

Barcelos foi um dos concelhos mais afetados pelo protesto (para além de Póvoa de Varzim, Famalicão, Guimarães ou Braga). No primeiro dia de greve, a adesão chegou aos 60%, segundo fonte sindical. 

encontrou um erro? proponha uma correção ou, simplesmente, fale connosco:
redacao@olargo.pt
estamos no facebook e no twitter.
escute a emissão d'o largo.fm e torna-se nosso patrono.
26.03.19

Barcelos: criança morre esmagada por um trator


por Bruno Micael Fernandes

Informadouro_Última Hora

em atualização em atualização

Uma criança de 12 anos morreu esta terça-feira à tarde, depois de ter ficado debaixo de um trator, avança a edição online do Diário do Minho. O acidente aconteceu na Quinta da Ermida, na freguesia de Perelhal, Barcelos, 

Os bombeiros de Barcelinhos estiveram no local, tendo sido necessários trabalhos de desencarceramento, tendo o óbito sido declarado no local. 

encontrou um erro? proponha uma correção ou, simplesmente, fale connosco:
redacao@olargo.pt
estamos no facebook e no twitter.
escute a emissão d'o largo.fm e torna-se nosso patrono.
26.03.19

Oliveira de Azeméis: mais de 300 operacionais em incêndio com quatro frentes ativas


por Bruno Micael Fernandes

Adriano Miranda/Público/Direitos reservados

em atualização em atualização

Um incêndio em Pinheiro da Bemposta, Oliveira de Azeméis, deflagrou esta terça-feira e já obrigou à evacuação de uma casa isolada. O fogo começou às 03h30 devido a causas ainda conhecidas. 

Fonte do CODS de Aveiro referiu à Agência Lusa, citada por outros órgãos de comunicação social, que os bombeiros conseguiram reduzir o incêndio a uma frente ativa por volta das 10h. Mas, por volta das 15h, houve reacendimentos, estando a ser combatido em quatro frentes. O agravamento da situação deve-se a "ventos muito fortes". 

Das quatro frentes, "duas das frentes estão mais ou menos controladas", indicou Fernando Maciel, segundo-comandante dos Bombeiros Voluntários de Oliveira de Azeméis, aos jornalistas. "Estamos preocupados porque o vento vai piorar ao início da noite", sendo que o objetivo é proteger as habitações. "Vamos tentar fazer um ataque musculado", garantiu. 

Até ao momento, não há feridos a registar ou habitações destruídas pelo fogo, apesar dos "sustos". 

No local, estão 343 operacionais, 106 meios terrestres e dois meios aéreos. 

encontrou um erro? proponha uma correção ou, simplesmente, fale connosco:
redacao@olargo.pt
estamos no facebook e no twitter.
escute a emissão d'o largo.fm e torna-se nosso patrono.

Pág. 1/5