Univerisidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

Universidades públicas reclamam 10 milhões de euros para compensar redução das propinas

0 Partilhas
0
0
0
Este artigo foi publicado há, pelo menos, 3 anos, pelo que o seu conteúdo pode estar desatualizado

Univerisidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

Os reitores das universidades nacionais estão a reclamar ao Governo o pagamento de 10 milhões de euros até ao final do ano para compensar a redução do valor das propinas, avança a Rádio Renascença.

As universidades não receberam, ainda, qualquer compensação pela fixação do teto máximo das propinas a fixar-se nos 856 euros por aluno já no próximo ano letivo.

António Cruz Serra, reitor da Universidade de Lisboa, diz que as instituições estão a ficar “preocupadas e nervosas com a situação” e apela à rápida transferência das verbas para “evitar uma gestão em sobressalto da universidade pública”.

Recorde-se que a medida está prevista no Orçamento de Estado e prevê que o teto máximo da propina no Ensino Superior Público seja igual a “dois IAS” (Indexante dos Apoios Sociais), isto é, o dobro de 428,9€.

Encontrou um erro ou um lapso no artigo? Diga-nos: selecione o erro e faça Ctrl+Enter.

0 Partilhas
Há mais para ler...