Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Informadouro

o canal de informação regional d'o largo....

17.09.21

Odivelas: Trail das Fontes de Caneças acontece este fim de semana

Prova já é tradição na vila


por Bruno Micael Fernandes

Divulgação

A Câmara de Odivelas organiza este domingo a terceira edição do Trail das Fontes de Caneças. 

Com início às 09h, a prova é constituída por trail longo, de doze quilómetros, e um curto, de seis quilómetros, e conta com passagem pelas cinco fontes da vila, classificadas como imóveis de interesse municipal. "Com a meta localizada junto ao coreto, no Largo Vieira Caldas, este Trail promove não só o exercício e atividade física, mas também a descoberta e promoção da vila histórica de Caneças", frisa o município, acrescentando que o evento tem o principal intento de descobrir e promover aquela freguesia. 

Todas as informações sobre o trail podem ser consultadas no site oficial do evento

encontrou um erro? proponha uma correção ou, simplesmente, fale connosco:
redacao@olargo.pt
estamos no facebook e no twitter.
escute a emissão d'o largo.fm e torna-se nosso patrono.
17.09.21

Arcos de Valdevez: município apoia esterilização de animais de companhia

Programa extraordinário está em vigor até 30 de setembro


por Bruno Micael Fernandes

twenty20photos

O Município de Arcos de Valdevez está a dinamizar um Programa Extraordinário de Apoio à esterilização de animais de companhia que sejam pertencentes a cidadãos do concelho.

Qualquer munícipe que tenha um cão ou gato pode solicitar um apoio que pode chegar aos 55 euros, bastando apresentar a candidatura no Gabinete de Ação Social. É necessário uma declaração do médico veterinário responsável que indique a data de esterilização, um documento comprovativo da identificação eletrónica do animal, um comprovativo de residência e um comprovativo de IBAN. 

O apoio é aplicável a esterilizações em qualquer centro veterinário, sendo que o munícipio comparticipa uma parte do valor pago. 

A medida está em vigor até 30 de setembro. 

encontrou um erro? proponha uma correção ou, simplesmente, fale connosco:
redacao@olargo.pt
estamos no facebook e no twitter.
escute a emissão d'o largo.fm e torna-se nosso patrono.
15.09.21

Universidade de Coimbra tem projeto de desenvolvimento de refeições pré-cozinhadas à base de algas

Coordenação está a cargo de investigadora do Centro de Ciência do Mar e do Ambiente


por Bruno Micael Fernandes

Universidade de Coimbra

Pratos doces e salgados à base de macroalgas da costa portuguesa: esta é a proposta do "MENU", um projeto de dezasseis investigadores coordenado pela investigadora do Centro e Ciência do Mar e do Ambiente da Universidade de Coimbra Ana Marta Gonçalves, que pretende levar para o mercado dentro de um ano refeições pré-cozinhadas com elevado valor nutricional e de rápida confeção. 

Aproveitando por completo as macroalgas marinhas e não apenas extratos ou compostos, o "MENU" utilizará "todas as propriedades destas verduras do mar, conhecidas, por exemplo, pelas suas propriedades antivirais, antibacterianas, antidiabéticas, antioxidantes e anticancerígenas, entre outras", explica a instituição em comunicado. Para o projeto, que tem como parceiros a Startup Lusalgae e a produtora de arroz Ernesto Morgado S.A.,  já foram desenvolvidas várias receitas como arroz de algas, frango com algas, sopas, gelatina de morango, pudim de chocolate, compotas e, até, arroz doce. "Pretendemos oferecer um cardápio diversificado que vá ao encontro dos diferentes interesses dos consumidores", refere a investigadora, acrescentando que a aposta se centrará em "utilizar a alga como um todo de modo a que os nossos produtos tenham todas as biopropriedades, garantindo assim os efeitos benéficos para o consumidor". 

Os primeiros testes, através de workshops de degustação, devolveram resultados positivos, com os participantes a gostarem "bastante" dos produtos e a demonstrar interesse "especialmente no que respeita aos benefícios para a saúde, e destacaram o sabor e textura agradáveis. Com base nos questionários aplicados após as provas, verificou-se o interesse em adquirir estes produtos quando chegarem ao mercado", sustenta Gonçalves. 

Através de um método sustentável, as macroalgas podem ser produzidas "em grande escala sem prejudicar o ambiente. Recolhemos no mar amostras das espécies de macroalgas comestíveis pré-selecionadas , que são colocadas a crescer em laboratório e transferidas, depois, para tanques de aquacultura até obter a biomassa necessária para a confeção dos alimentos", explica.

Além das receitas, as macroalgas estão a ser usadas no desenvolvimento de películas naturais para que o tempo de alimentos nas prateleiras no supermercado possa aumentar e essas películas possam "ser consumidas diretamente junto com o produto que estão a revestir". 

Além da empresa de produção de arroz, a equipa de investigadores já estabeleceu acordos com outras empresas para colocar estes produtos  no mercado. O objetivo é que isso aconteça dentro de um ano. 

encontrou um erro? proponha uma correção ou, simplesmente, fale connosco:
redacao@olargo.pt
estamos no facebook e no twitter.
escute a emissão d'o largo.fm e torna-se nosso patrono.
13.09.21

Arcos de Valdevez: assinado protocolo de valorização do Santuário da Sr.ª da Peneda

Acordo foi firmado entre a confraria e a autarquia


por Bruno Micael Fernandes

Município de Arcos de Valdevez

A Câmara Municipal de Arcos de Valdevez celebrou vários protocolos com a Confraria da Nossa Senhora da Peneda com vista à realização de obras no Pórtico do Santuário, mas também para dinamizar atividades culturais no Santuário, bem como elaborar um plano de valorização cultural para aquele recinto religioso. 

Em comunicado, a autarquia reforça que esta cooperação tem como objetivo "valorizar o património, promover o turismo, os produtos locais e o comércio, e contribuir para a criação de emprego e rendimento, bem como para a fixação e atração de pessoas e investimento". 

Com um culto de mais de 800 anos, é um dos maiores santuários da zona do Minho e da Galiza. Reza a lenda que Nossa Senhora apareceu a 05 de agosto de 1220 a uma pastorinha, pedindo-lhe que fosse construída uma ermida em sua honra. O templo data do século XVIII. 

encontrou um erro? proponha uma correção ou, simplesmente, fale connosco:
redacao@olargo.pt
estamos no facebook e no twitter.
escute a emissão d'o largo.fm e torna-se nosso patrono.