Facebook Guarda Nacional Republicana

GNR já fez mais de 3100 transportes de órgãos desde 2018

Lisboa, Setúbal, Coimbra e Viseu são os distritos com mais transportes registados
0 Partilhas
0
0
0
Este artigo foi publicado há, pelo menos, 8 meses, pelo que o seu conteúdo pode estar desatualizado

A Guarda Nacional Republicana (GNR) já realizou 3183 transportes de órgãos, envolvendo 6181 militares desde 2018. Os números foram divulgados esta quinta-feira por aquela polícia, quando se assinala o Dia Mundial da Saúde.

Numa “missão diária de salvar vidas”, já foram percorridos mais de 630 mil quilómetros. Entre os distritos com mais transportes requisitados estão Lisboa (693), Setúbal (522), Coimbra (462) e Viseu (292). Na nota de imprensa, a GNR refere que, desde 1994, através da sua valência de trânsito, “desempenha a missão de transporte de órgãos entre vários centros hospitalares”. Após o contacto da Unidade de Saúde que detém o órgão a ser transportado, a GNR “mobiliza de imediato uma patrulha de trânsito que fará o transporte do órgão, nas condições térmicas exigidas, até ao bloco operatório da unidade hospitalar requisitante, no mais curto espaço de tempo“, explica.

Em 2022, a GNR já registou 68 transportes de órgãos, empenhou 126 militares e percorreu 16 667 quilómetros.

A qualidade e segurança da transplantação de órgãos “depende do tempo necessário para o seu transporte”, destaca-se no comunicado, competindo assim à GNR, e em respeito das condições de segurança, “chegar ao destino no menor tempo possível, contribuindo deste modo para o salvamento de mais uma vida”.

Encontrou um erro ou um lapso no artigo? Diga-nos: selecione o erro e faça Ctrl+Enter.

0 Partilhas
Há mais para ler...