Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Informadouro

#informação #região #notícias o canal de informação regional d'o largo.

03.10.19

Morreu Freitas do Amaral

Tinha 78 anos


por Bruno Micael Fernandes

Tâmega e Sousa

O fundador do CDS Diogo Freitas do Amaral morreu esta quinta-feira, avançam vários orgãos de comunicação social. A notícia já foi confirmada por fonte do partido centrista. 

O antigo ministro dos Negócios Estrangeiros esteva internado num hospital em Cascais desde meio de setembro devido a fortes hemorragias.  O Governo decretou dia de luto nacional no próximo sábado, dia em que está previsto o funeral. O velório será no Mosteiro dos Jerónimos durante a tarde desta sexta-feira, estando prevista uma missa pelas 19h. O funeral ocorrerá no cemitério da Guia, em Cascais, no sábado. Está prevista uma missa de corpo presente por volta das 12h, sendo que o funeral ocorrerá uma hora mais tarde.

Devido a coincidir com o feriado do 05 de Outubro, em cima da mesa está o cancelamento das cerimónias evocativas, já de si reduzidas ao içar da bandeira nacional na varanda da câmara de Lisboa por ser dia de reflexão, pelo facto do decreto de luto nacional.

Diogo Freitas do Amaral nasceu na Póvoa de Varzim em 1941, tendo-se licenciado em 1963 em Direito pela Universidade de Lisboa. 

Freitas do Amaral tinha 78 anos. 

Primeiro-Ministro e Presidente da República reagem

Marcelo Rebelo de Sousa já se manifestou. Numa nota partilhada na página da Presidência, o Presidente da República refere que "a Diogo Freitas do Amaral deve a Democracia portuguesa o ter conquistado para a direita um espaço de existência próprio no regime político nascente, apesar das suas tantas vezes afirmadas convicções centristas", classificando-o como um "um grande amigo pessoal de meio século". O Presidente da República cancelou a deslocação ao Vaticano, onde iria assistir à elevação de Teolentino Mendonça a cardeal, para estar presente nas cerimónias funebres. 

Por seu turno, o primeiro-ministro António Costa também reagiu, classificando Freitas do Amaral como "um dos fundadores do nosso regime democrático. À memória do Professor Freitas do Amaral, ilustre académico e distinto Estadista, curvamo-nos em sua homenagem", refere em comunicado. O secretário-geral do Partido Socialista acrescenta ainda não poder "deixar de recordar o muito que aprendi com o seu saber jurídico, a sua experiência e lucidez política e o seu elevado sentido de Estado e cultura democrática, que sempre praticou". 

publicidade