Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Informadouro

o canal de informação regional d'o largo....

22.08.19

Marinha Grande: venda de lenha do Pinhal de Leiria já rendeu 13,6 milhões de euros


por helena margarida

Município da Marinha Grande

Segundo comunicado enviado às redações pela presidente da Câmara Municipal da Marinha Grande, Cidália Ferreira, a venda de 3.800 hectares de material lenhoso ardido do Pinhal de Leiria já rendeu 13,6 milhões de euros.

Esta informação foi dada pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) na última reunião do Observatório do Pinhal do Rei, coordenado pela autarca da Marinha Grande, onde se ficou a saber também que das árvores queimadas no incêndio de 2017, "faltam cortar cerca de 1.800 hectares" e até ao momento "são 1.089 os hectares em que já houve reflorestação do ICNF, da Câmara Municipal e da sociedade civil, através do voluntariado de associações, empresas e fundações".

No que diz respeito ao encerramento das estradas devido à instabilidade causada pelo furacão Leslie no pinhal que sobreviveu ao incêndio, segundo o ICNF (citado no mesmo comunicado) "desde o mês passado que há uma empresa a intervir junto às estradas florestais criando 78 km lineares de faixas de segurança, o que possibilitará a abertura em condições de segurança de algumas estradas".

encontrou um erro? proponha uma correção ou, simplesmente, fale connosco:
redacao@olargo.pt
estamos no facebook e no twitter.
escute a emissão d'o largo.fm e torna-se nosso patrono.
13.08.19

Reguengos de Monsaraz: Apicultura, Blues e Negócios na ExpoReg


por helena margarida

Divulgação

Reguengos de Monsaraz prepara-se para mais uma edição da ExpoReg. Este ano o tema é a Apicultura. Integrado neste certame decorrerá o Festival Reguengos Wine&Blues. As portas abrem amanhã, 14 de agosto, pelas 18h00, e até ao dia 18 de agosto a 27ª ExpoReg – Exposição de Atividades Económicas de Reguengos de Monsaraz estará no Parque de Feiras e Exposições da cidade. Neste certame, cerca de uma centena de empresas, empresários e instituições promovem os seus produtos e serviços, realizam contactos e concretizam negócios.

Para além das empresas produtoras de mel, haverá também expositores nas áreas do comércio de automóveis, veículos motorizados, bicicletas, máquinas agrícolas, mobiliário, doçaria, produtores de vinho, hotelaria, operadores náuticos, agências de viagens, produtores de queijo, seguros, imobiliário, artesanato, entre outros. O certame terá ainda a exposição de pecuária com dezenas de caprinos, ovinos e bovinos de vários produtores do Alentejo.

A terceira edição do Festival Internacional Reguengos Wine & Blues arrancará às 22h do dia 14 com a banda portuguesa Delta Blues Riders, vencedora do Portuguese Blues Challenge 2018. Logo a seguir serão os Blues alegres com influências desde o Mississipi até Chicago da banda espanhola Guitar Not So Slim a animar o recinto. A fechar a ExpoReg deste dia haverá, a partir da meia-noite e meia, uma largada de toiros num recinto junto ao Parque de Feiras e Exposições.

Na quinta-feira, pelas 18h, realiza-se a corrida de toiros comemorativa do 15º aniversário do Grupo de Forcados de Monsaraz. Na Praça José Mestre Batista vão estar os cavaleiros Luís Rouxinol, João Moura Caetano, Manuel Telles Bastos, Duarte Pinto, Francisco Núncio e Marcos Bastinhas. Os forcados de Monsaraz pegam em solitário os toiros da Ganadaria Pinto Barreiros. A segunda noite do festival internacional Reguengos Wine & Blues começará com o concerto do duo italiano T- Roosters.

A fechar o  Reguengos Wine & Blues, às 23h30, sobe ao palco a banda inglesa Animals and Friends, que teve origem nos The Animals. A banda mantém os membros originais John Steel (bateria) e Mickey Gallagher (voz e teclado), que tocou e gravou discos com Paul McCartney, The Clash, The Blockheads, Robbie Williams, Roger Daltrey e Annie Lennox, ficando a formação composta com Danny Handley (voz e guitarra) e Roberto Ruiz (voz e viola baixo). Este será o único concerto que a banda dará em Portugal. Irão tocar os grandes êxitos dos The Animals, como “House of the Rising Sun”, “Don’t Let Me Be Misunderstood”, “Bring It On Home”, “I Put A Spell On You”, “Night and Day”, “We Gotta Get Out Of This Place”, “Ain’t Got You”, “Baby Let Me Take You Home” e “Don’t Bring Me Down”.

Na sexta-feira, dia 16 de agosto, às 21h30, realiza-se o desfile temático La Zaragutía Mora com o Teatro Samarkanda. Nesta recriação medieval haverá música, fogo e pirotecnia que vão provocar a participação dos espetadores. Pelas 23h realiza-se o concerto com o grupo Rafa e Beltran e a partir da meia-noite e meia na pista de dança do Reguengos Emotions vão ouvir-se as músicas misturadas pelo Dj Mikas.

No sábado, entre as 8h30 e as 22h, decorre o Concurso de Saltos Nacional – C no Centro Hípico Municipal. Às 10h inicia-se no auditório do pavilhão multiusos a Conferência “Apicultura no Alentejo – Sustentabilidade Económica e Ambiental”. Nesta conferência haverá comunicações sobre “Nutrição e reservas nutricionais da colmeia”, por Joaquim Pífano, “Apicultura e apicultores no concelho de Reguengos de Monsaraz”, por Célia Freire, e “Mel, um produto do “terroir””, por Vitor Lamberto.

O palco dos concertos de sábado será ocupado pelos Virgem Suta. A banda pop/rock de Beja liderada por Jorge Benvinda e Nuno Figueiredo irão levar a Reguengos os grandes êxitos como “Ela Queria”, “Dança de Balcão”, “Linhas Cruzadas”, “Beija-me na Boca”, “Ficou Tanto por Dizer” e “Maria Alice”. A partir da meia noite e meia hora sobe ao palco a banda D&M e haverá uma largada de toiros no recinto junto ao Parque de Feiras e Exposições.

No domingo, último dia da ExpoReg, das 8h30 às 22h continuam a realizar-se as provas do Concurso de Saltos Nacional – C. A fechar, pelas 23h, Mário Moita apresenta o espetáculo “20 anos Sons Ibéricos” para comemorar a data de lançamento do seu primeiro disco. Neste concerto, o cantor reguenguense vai retratar as suas viagens e o que aprendeu nas principais atuações pelo mundo.

O Parque de Feiras e Exposições vai ter como atividades permanentes a 27ª Exposição de Atividades Económicas, a 24ª Exposição de Pecuária e a tradicional Feira de Santa Maria. A ExpoReg tem entradas gratuitas e o Pavilhão Multiusos vai estar aberto ao público na quarta-feira entre as 18h e a 01h, quinta-feira e sexta-feira das 10h à 01h, e no sábado e no domingo a partir das 17h até à 01h.

encontrou um erro? proponha uma correção ou, simplesmente, fale connosco:
redacao@olargo.pt
estamos no facebook e no twitter.
escute a emissão d'o largo.fm e torna-se nosso patrono.
05.08.19

GNR na estrada com Operação "Taxa Zero"


por helena margarida

GNR

A Guarda Nacional Republicana (GNR) realiza partir de hoje e até ao dia 13 de agosto uma operação de fiscalização intensiva da condução sob efeito do álcool. O objetivo é "promover comportamentos mais seguros por parte dos condutores e diminuir a sinistralidade rodoviária grave", informa a GNR em comunicado enviado às redações.

Esta época do ano caracteriza-se pelo aumento de eventos sociais, sejam festivais, convívios ou romarias, em que por norma existe um consumo excessivo de bebidas alcoólicas, associado ao aumento da circulação de viaturas em locais de veraneio e de diversão noturna, o que potencia a ocorrência de acidentes, muitas vezes com consequências graves.

A GNR, em 2018, detetou 9 647 crimes de condução sob a influência de álcool e registou 14 947 acidentes em que os condutores intervenientes apresentaram uma taxa de álcool no sangue superior a 0,50 g/l, e destes, 6 825 tinham uma taxa crime. Em 2019, no período de 1 de janeiro a 31 de julho, a GNR detetou 15 822 condutores com excesso de álcool, dos quais 6 261 apresentavam uma taxa crime.

Segundo o Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses, uma em cada três vítimas mortais em acidente de viação conduzia com uma taxa de álcool no sangue superior ao permitido por Lei. Perante estes números, a GNR, através de militares dos Comandos Territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito, irá continuará a intensificar ações de fiscalização no âmbito da condução sob a influência do álcool, no sentido de reduzir o número de vítimas nas estradas.

encontrou um erro? proponha uma correção ou, simplesmente, fale connosco:
redacao@olargo.pt
estamos no facebook e no twitter.
escute a emissão d'o largo.fm e torna-se nosso patrono.
05.08.19

Solução Arquitetónica à vista para Piscinas de São Pedro de Moel


por helena margarida

abandonados.pt

A presidente da Câmara Municipal da Marinha Grande, Cidália Ferreira, convidou a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) a visitar o concelho para "ver in loco os problemas que enfrentamos", disse. A reconstrução do complexo de piscinas oceânicas de São Pedro de Moel foi um dos assuntos "mais permentes".

Município da Marinha Grande

Na reunião da passada quinta-feira, 1 de agosto, com os proprietários das Piscinas, o Grupo Oliveiras, e com a APA foi criado um compromisso para encontrar uma solução arquitetónica que permita resolver este impasse. A ARH Centro e técnicos da Câmara Municipal ficaram com a missão de estudar um novo projeto "que possa ser uma solução definitiva para viabilizar a recuperação das Piscinas de São Pedro de Moel, tão importantes para este local, para o nosso concelho e para a nossa região", adiantou a autarca.

Este Complexo está desativado e votado ao abandono desde 2013. A título de curiosidade dizer que os The Gift lançaram, na semana passada, o vídeo do seu novo single intitulado "Verão" que foi rodado durante dois dias no Complexo de Piscinas Oceânicas de São Pedro de Moel, com o objectivo de transformar, "através de um olhar poético e esteticamente cuidado, o desolador estado de abandono em que o local se encontra, numa viagem nostálgica à memória dos verões, animados, coloridos e inesquecíveis, que ali foram passados por milhares de crianças, durante décadas, incluindo a própria Sónia Tavares. Conforme noticiado pelo olargo.pt

Mas em cima da mesa da reunião do Auditório das Resinosas também esteve a jurisdição das praias que fazem parte do território do concelho da Marinha Grande, que agora passam a estar sob a alçada da Administração Regional Hidrográfica (ARH) do Centro. Sobre a falta de areia em São Pedro de Moel, a presidente da autarquia adiantou que também está a tentar encontrar "uma solução mais rápida do que aquilo que foi projetado pelo Governo, a introdução das areias no mar da Figueira da Foz (com o objetivo de que as marés tragam as areias para sul, abrangendo as nossas praias)", disse.

encontrou um erro? proponha uma correção ou, simplesmente, fale connosco:
redacao@olargo.pt
estamos no facebook e no twitter.
escute a emissão d'o largo.fm e torna-se nosso patrono.
02.08.19

Ílhavo: Bacalhau com Todos


por helena margarida

Divulgação

De 7 a 11 de Agosto, o Festival do Bacalhau volta ao Jardim Oudinot, na Gafanha da Nazaré, em Ílhavo.

Ir ao Festival do Bacalhau é sempre muito mais do que comer um bom bacalhau. De manhã à noite há showcookings, degustações, concursos, oficinas, mostra de artesanato, circo e teatro de rua, atividades desportivas ou as célebres Corrida Mais Louca da Ria e Volta ao Cais em Pasteleira. A diversão estende-se a toda a família, sempre com o septuagenário Navio-Museu Santo André a fazer reviver as histórias do passado da pesca do bacalhau.

À gastronomia juntam-se ingredientes musicais. Os Expensive Soul atuam no dia 7, os GNR no dia 8, a Raquel Tavares no dia 9, o Dino D’Santiago sobe ao palco com a Filarmónica Gafanhense no dia 10 e o colectivo Paião dará música no dia 11. Todos estes concertos decorrerão sempre às 22h.

Durante o Festival do Bacalhau, o Navio-Museu Santo André vira palco, seja para teatro, seja para música. Sempre às 18:30, de 8 a 11 de agosto, tem início a performance “Há Marias Assim”, escrita por Sandro William Junqueira, encenada por Graeme Pulleyn e feita com base na recolha de testemunhos de mulheres do mar de Ílhavo, Murtosa e Peniche.

À noite, o Navio-Museu Santo André vira-se para a música. De 8 a 10 de agosto, às 23:30, há três concertos intimistas no porão de salga deste navio arrastão. Aníbal, membro dos Palankalama e dos Les Saint Armand, abre as Noites no Porão 2019, apresentando-se a solo, no contrabaixo e voz, utilizando uma loopstation. Segue-se o cantautor açoriano Cristóvam, que, com um espectro de influências que vão de Bob Dylan a Ryan Adams, tornou-se no primeiro português a ganhar o prestigiado International Songwriting Competition. Na noite de sábado chega ao porão a dupla Txiribiti, formada por Patrick Fernandes (voz e guitarra) e Aníbal Silva (acordeão e trombone), ambos membros dos Progeto Aparte. Com uma sonoridade crua, festiva, direta e boémia, cantam uma mescla de influências de músicas latino americana, espanhola e francesa, que denominam de “Rádio Javardo”. Com lotação limitada a 50 pessoas, os concertos do porão têm bilhetes (5 euros) disponíveis no Museu Marítimo de Ílhavo e no Navio-Museu Santo André.

Recorde-se que este festival tem a certificação “Sê-lo Verde”, criada pelo Ministério do Ambiente. Como tal, a edição deste ano, para além da recolha selectiva de resíduos, rolhas de cortiça e beatas, proíbe o uso de utensílios de cozinha descartáveis de plástico e de individuais ou toalhetes reutilizáveis em todos os restaurantes. O uso de copo reutilizável em todo o recinto será outras das medidas a implementar.

Até 5 de agosto está a decorrer na página oficial do evento o concurso gastronómico "O meu Bacalhau é melhor que o teu". Os interessados terão de assinalar com o “Gosto”, o vídeo da receita de bacalhau que mais apreciam.

A edição deste ano do Festival do Bacalhau, que conta com um orçamento de 300 mil euros, ficará ainda marcada pelo lançamento do azeite Faina Maior que irá complementar uma gama de produtos que já conta com um espumante e dois vinhos (um tinto e um branco) da Bairrada.

encontrou um erro? proponha uma correção ou, simplesmente, fale connosco:
redacao@olargo.pt
estamos no facebook e no twitter.
escute a emissão d'o largo.fm e torna-se nosso patrono.